Arquivo da tag: celta

Palestra: Os Druidas – A Sabedorias dos Celtas Antigos

Palestra

O Caer Ynis e a União Druídica do Brasil promovem esta palestra que pretende desmistificar a Tradição dos Druidas ao público iniciante. Toda a comunidade está convidada a participar.

Continuar lendo

Anúncios

Convite – Samhain

Depois do Equinócio do Outono as noites vão ficando cada vez mais longas e a metade escura do ano está prestes a começar. Um período de introspecção, onde olhamos para o ciclo que se passou e começamos a nos preparar para o próximo que iniciará. Esse momento é chamado de Samhain ou Samonios e marca o ponto em que uma Roda termina para iniciar a próxima, portanto é um dia fora do tempo, não pertencendo nem ao ano que termina nem ao que começa, assim como a aurora não pertence nem ao dia nem à noite. É também o momento do ano em que temos um contato mais próximos com nossos Ancestrais que habitam n’Outro Mundo, pois os véus tornam-se mais tênues e a comunicação é facilitada.

E para marcar esse período tão especial, o Caer Ynis irá se reunir para celebrar no dia 01 de maio. Os interessados em participar devem entrar em contato pelo email caerynis@gmail.com para obterem maiores informações.

Gaesum

Convite – Equinócio de Outono

Aproximamos-nos do Equinócio de Outono, a cerimônia de Alban Elved, o final da colheita dos frutos e grãos que a terra nos oferece. É, portanto tempo de agradecer por tudo que obtemos e nos prepararmos para o inverno que vai se aproximando.

As árvores mudam suas cores e muitas perdem suas folhas, anunciando que chegamos a uma época de equilíbrio, quando o dia e a noite tem duração igual, mas que logo a escuridão predominará sobre a luz. Ambas são importantes e fazem parte de nossas vidas, então devemos aprender como balanceá-las internamente.

É um período onde devemos cuidar de nossos estoques, armazenando não apenas alimentos, mas também Força, Amor e Sabedoria, como nos ensina nossa Tradição Druídica. É época de dar graças aos nossos deuses por nossas colheitas físicas, mentais e espirituais e por isso o Caer Ynis se reunirá nesta quinta-feira, dia 20 de março, para a cerimônia de Alban Elved e toda a comunidade é convidada a celebrar conosco.

Escreva para caerynis@gmail.com para receber mais informações sobre o horário e o local da cerimônia.

Gaesum

III Encontro Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Celta

Está chegando!

Encontro Brasileiro – Fotos

Finalmente estão disponibilizadas as fotos do 1º Encontro Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Celta.

Para vê-las, clique AQUI.

 

JP Bach

Encontro Brasileiro – 3º Dia

O terceiro dia começou cedo, com os participantes indo visitar o Santuário onde o Caer Ynis costuma realizar suas celebrações. Inguz conduziu um cerimônia com oferendas aos espíritos e deidades locais e mostrou a todos as inscrições deixadas pelos povos antigos.

No período da tarde João Uberti falou sobre como um druida pode se preparar para excursões em terreno de natureza preservada (Introdução ao Campismo para Druidas Urbanos – Caer Itaobi – SP). Compartilhando sua experiência no escotismo, falou de ferramentas essenciais, técnicas e dicas para caminhadas na mata e acampamento e falou de cuidados com a segurança. Falou também de como um mateiro pode usar seus próprios utensílios para montar um altar druídico.

Fizemos uma pausa para o café e Inguz retornou para falar sobre cristais (Cristais de Energia e Limpeza – Caer Ynis – SC), suas propriedades e seu uso. Aproveitou também para presentear a Pousada Vivendas do Lago e também o o Coven Onça Parda com cristais.

Em seguida veio uma mesa-redonda conduzida pelo Endovelicon (Todas as Árvores do Bosque: Linhagens & Variedades do Druidismo Moderno – Ramo de Prata – SP) onde os participantes puderam discutir sobre temas relacionados ao druidismo, cada qual apresentando seu ponto de vista. Apesar da complexidade dos temas abordados, o respeito foi mútuo e as espadas foram realmente deixadas no lado de fora do salão.

Por fim, para fechar com chave de ouro esse Encontro, os grupos se organizaram rapidamente para montar um ritual dual de Beltane e Samhain que pudesse agregar todos os grupos presentes. Cada grupo ficou responsável por uma das partes da cerimônia.
Compromissos com os deuses e o Planeta foram feitos e inúmeras intensões foram verbalizadas e compartilhadas por todos.
Na parte festiva, Sheilla e João ensinaram uma dança folclórica escocesa e, com som ao vivo dos bodhrans e das whistles, dançamos e nos divertimos.

E para terminar a noite, os participantes se reuniram em uma pizzaria onde o papo rolou solto, até que todos tiveram que se despedir para retornar aos seus lares.

Encontro Brasileiro – 2º Dia

Com todos participantes devidamente integrados, começa o 2º dia com uma atividade promovida pelo Endovelicon sobre técnicas de memória (O Santuário que Preserva: Treinamento de Memória para Druidas & Similares – Ramo de Prata – SP). Nesta palestra foi falado sobre a importância da memória para o treinamento dos druidas e foram apresentados várias técnicas de memorização e suas relações com ogham e com outras correspondências. Creio que os participantes nunca mais esqueceram em qual canto da sala fica o vinho.

Seguimos nosso Encontro com uma palestra do João Uberti sobre espadas (Entendendo a Espada Ocidental – Caer Itaobi – SP), onde todos os aspectos desta arma foram apresentados: sua história, sua anatomia, sua evolução e suas tipologias. João demonstrou profundo conhecimento sobre o assunto e trouxe várias armas, além de uma armadura, um escudo e um elmo para apresentar ao público. Teve a divertida participação de Veles, vestido e encarnado como guerreiro medieval que arrancou risos de todos que acompanharam essa atividade.

Após a pausa do café, retornamos com Inguz falando sobre a teoria que fala como a cultura européia pode ter influenciado o xamanismo das Américas (Druidas nas Américas: A Influência do Druidismo no Xamanismo Americano – Caer Ynis – SC). Inguz aproveitou também para falar do Santuário de Pedras existente em Florianópolis, onde o Caer Ynis realiza algumas de suas cerimônias e convidou os participantes para conhecê-lo no dia seguinte.

E a noite terminou no gramado, sob a copa das árvores e com Marcos Reis falando de estados alterados de consciência (Estados Alterados de conciência com Tambores e Ervas de Poder – Caer Tabebuya – SP), onde este compartilhou seu conhecimento sobre plantas de poder e a forma como essas práticas xamânicas podem preencher lacunas no druidismo moderno. A conversa se estendeu noite adentro e Marcos proporcionou aos participantes a possibilidade da comunhão com a Jurema, que foi seguida de cantos e danças.

JP Bach