Arquivo da tag: samônios

Convite – Samhain

Depois do Equinócio do Outono as noites vão ficando cada vez mais longas e a metade escura do ano está prestes a começar. Um período de introspecção, onde olhamos para o ciclo que se passou e começamos a nos preparar para o próximo que iniciará. Esse momento é chamado de Samhain ou Samonios e marca o ponto em que uma Roda termina para iniciar a próxima, portanto é um dia fora do tempo, não pertencendo nem ao ano que termina nem ao que começa, assim como a aurora não pertence nem ao dia nem à noite. É também o momento do ano em que temos um contato mais próximos com nossos Ancestrais que habitam n’Outro Mundo, pois os véus tornam-se mais tênues e a comunicação é facilitada.

E para marcar esse período tão especial, o Caer Ynis irá se reunir para celebrar no dia 01 de maio. Os interessados em participar devem entrar em contato pelo email caerynis@gmail.com para obterem maiores informações.

Gaesum

Anúncios

Samhain 2013

Na noite de 27 de abril o Caer Ynis se reuniu em uma casa no Ribeirão da Ilha, de frente para o mar para celebrar o festival de Samhain, a noite dos antepassados que marca o final de um ciclo e o início de outro e também o começo da metade escura do ano.

Desta vez preparamos dois altares: o principal onde depositamos nossos objetos sagrados, como os Quatro Tesouros por exemplo e um altar dos ancestrais, onde preparamos uma pira e onde cada um depositou um objeto que representasse seus antepassados.

Francis realizou a purificação do ambiente com a fumaça do incenso e Rafael e Inguz conduziram uma purificação dos presentes com a água do mar que foi recolhida em Lughnassadh no Santuário.

Seguimos com a abertura dos portais e as convocações conforme nossa liturgia e depois disso nos sentamos para meditar auxiliados por objetos do altar. Essa meditação teve direcionamentos diferentes para cada um dos participantes, mas percebemos que o mar e a nostalgia foram temas recorrentes.

Depois disso Francis acendeu o Fogo na pira dos Ancestrais recitando uma oração em gaulês e Rafael nos presenteou com o som da whistle. E foi nesta chama que um a um queimamos cartas que previamente escrevemos para nossos antepassados, aproveitando a leveza dos véus para nos comunicarmos com o Outro Mundo.

Francis fez também um belo e emocionante discurso sobre a ancestralidade familiar e depois, ao falar da ancestralidade druídica, prestou uma homenagem ao Inguz e o presenteou com uma estátua de uma coruja.

Depois disso conversamos sobre o significado do festival de Samhain, e Bach falou sobre suas lendas e suas tradições. Inguz falou também sobre os cuidados que devem ser tomados no contato com os ancestrais.

Juliana então separou parte da comida e da bebida que iria servir no banquete e ofertou no fogo dos ancestrais e aos pés de uma árvore significativa para ela.

Então realizamos o encerramento da cerimônia, agradecendo aos deuses, aos bons espíritos e aos ancestrais por sua colaboração e inspiração.

Depois disso inciamos o banquete organizado pela Juliana, onde comemos e bebemos enquanto discutíamos e conversavamos, festejando em honra de nossos ancestrais e do novo ciclo que iniciava.

Bach

Convite – Samhain 2013

Depois do Equinócio do Outono as noites vão ficando cada vez mais longas e a metade escura do ano está prestes a começar. Um período de introspecção, onde olhamos para o ciclo que se passou e começamos a nos preparar para o próximo que irá iniciar.

Esse momento é chamado de Samhain, Samônios ou de vários outros nomes e marca o ponto em que uma Roda termina para iniciar a próxima.

É também o momento do ano em que temos um contato mais próximos com nossos Ancestrais que habitam n’Outro Mundo, pois os véus tornam-se mais tênues e a comunicação é facilitada.

E para marcar esse período tão especial, o Caer Ynis irá se reunir para celebrar no dia 27 de abril. Os interessados em participar devem entrar em contato pelo email caerynis@gmail.com para obterem maiores informações.

Bach

Samhain 2012

O dia 19 de maio amanheceu com o tempo chuvoso e por isso o Caer Ynis se encontrou em um espaço fechado para a celebração de Samhain, o festival que honra especialmente os Antepassados e que marca o início da metade escura do ano. Contamos com a presença do visitante Francis nesta cerimônia, além de Inguz, Rafael e Bach.

Nosso altar foi montado como tradicionalmente o fazemos, com os Quatro Tesouros marcando as direções, mas o fogo central desta vez foi aceso dentro de um caldeirão, substituindo as tradicionais velas. Essa mudança foi bastante positiva, pois a presença do fogo é muito importante no altar druídico e desta forma as chamas mostraram toda sua força e imponência.

A cerimônia seguiu de acordo com a liturgia do Caer Ynis, com os Chamados aos Espíritos dos Três Reinos e das Quatro Direções. Porém enquanto falavamos do significado da data, Inguz foi surpreendido com uma homenagem realizada em nome dos demais membros do grupo.

Como falavamos de ancestralidade, o Caer Ynis reconheceu o trabalho de Inguz em prol da Tradição e também seu papel como antecessor druídico do grupo e o presenteou com uma Foice Dourada, símbolo forte para o druidismo.

Depois utilizamos o Fogo Central para queimar cartas destinadas aos nossos ancestrais e antepassados, mandando a estes recados e orações. Por Samhain ser um período onde os véus entre os Mundos estar mais tênue, a comunicação com aqueles que já atravessaram os limites é especialmente favorecida.

O bardo Rafael nos presenteou com a bela música de sua whistle e compartilhamos suco de maçã, um bolo feito e ofertado pela dona Dora (que seria uma de nossas visitantes, mas que infelizmente não pôde comparecer) e sidra vinda de Glastonbury e especialmente reservada para essa ocasião.

Depois disso, agradecemos aos Deuses, aos Ancestrais e aos Bons Espíritos que compartilharam da cerimônia conosco, nos despedimos e retornamos para nossas casas sabendo que o Outro Mundo está muito próximo do nosso e o quão importante é honrar aqueles que antes de nós já caminharam por esta terra, por esta Tradição e por esta família.

JP Bach

Convite – Samhain

Samhain é uma das mais importantes datas do calendário druídico pois além de ser um festival onde marcamos o final e início de um ciclo, é nele também que honramos especialmente nossos ancestrais.

O Caer Ynis irá se reunir no dia 06 de maio para celebrar este festival e todos são convidados a compartilhar conosco desses momentos.

Os interessados devem escrever para caerynis@gmail.com para receberem mais informações de como participar.

Samhain 2011

No crepúsculo do dia 01 de maio, em um período que não era mais dia, mas ainda não era noite, o Caer Ynis se reuniu aos pés do caminho para o Santuário para celebrar Samhain, a noite dos Antepassados.

Acompanhados de nossos convidados, Mariah e Arthur, caminhamos em direção ao Portal, o Graal de Pedra, enquanto recolhíamos flores no caminho para as oferendas. Pela primeira vez nos últimos anos, o local estava cheio de pessoas passando, o que veio a atrasar um pouco nossa cerimônia.

Fomos em direção à fonte e lá comungamos com o espírito do Santuário, bebendo a água que desce pelo monte e aproveitando a mesma água fizemos uma ablução para nos purificarmos.

Chegando no alto do Santuário, sobre a cabeça do Gigante de Pedra, montamos nosso altar e acendemos as velas das lanternas. Nosso convidado Arthur foi agraciado com um rito de consagração de sua espada.

Em seguida fizemos o chamado dos seres dos Três Mundos e de nossos Deuses. Fizemos também um convite especial aos nossos Ancestrais e uma menção honrosa à Isaac Bonewits e Alexei Kondratiev, ilustres mestres no nosso caminho e que atravessaram para o Outro Mundo no último ano.

Compartilhamos bolo e suco de frutas enquanto conversamos sobre o significado da data e suas implicações. Contamos lendas celtas vinculadas ao Samhain e também conversamos sobre como essa data chegou aos dias atuais.

Em seguida, como tradicionalmente fazemos, ofertamos bolo e flores para o espírito do Santuário e suco e flores para o grande Mar. Enquanto isso o bardo Rafael ofertou um pouco da música de sua whistle e Juliana consultou o oráculo.

A chuva começou a aparecer e então finalizamos nosso rito agradecendo aos grandes espíritos da criação e também aos nossos ancestrais.

Desmontamos nosso altar, guardamos nossas coisas e seguimos pelo caminho no escuro, iluminados por poucas luzes, nos fazendo perceber que a metade escura do ano finalmente havia chegado e que a deveríamos estar preparados para isso.

JP Bach

Convite – Samhain

Estamos nos aproximando de Samhain, o fim-do-ano celta, quando o véu entre os mundos torna-se mais tênue e humanos, deuses e ancestrais podem caminhar juntos novamente. Marca também o fim do verão (da metade quente do ano) e devemos nos preparar para os dias do inverno que se aproximam.
O Caer Ynis realizará uma cerimônia para celebrar essa data tão importante no dia 3 de maio de 2010 em Florianópolis. Os interessados devem entrar em contato conosco para que sejam passadas maiores informações.

Para ver alguns vídeos sobre Samhain, clique aqui.

José Paulo Bach